RMC - Teste de estabilidade físico-químico e bolhas em variações de temperatura do Gel Clínico RMC
RMC Logo
Teste de estabilidade físico-químico e bolhas em variações de temperatura do Gel Clínico RMC

Teste de estabilidade físico-químico e bolhas em variações de temperatura do Gel Clínico RMC

Este teste foi realizado para estudar as variações das características físico-químicas do GEL CLÍNICO RMC em diferentes condições de temperatura e a interferência da temperatura na formação ou diminuição de bolhas.

Foram utilizados 2 frascos de 1kg contendo GEL CLÍNICO RMC. Um frasco foi colocado em estufa com temperatura controlada entre 35 – 37 °C simulando o transporte em caminhão baú e outro frasco colocado em geladeira com temperatura entre 5 – 9°C pelo período de 24/48/72/96/120 horas. Todas as etapas do teste foram fotografadas, o pH e a viscosidade do gel verificado em cada período e também observado se houve aumento e/ou diminuição de bolhas.

Durante o período de testes foi avaliado o comportamento físico-químico de ambos os frascos.

FRASCO GELADEIRA

No frasco gel Geladeira observou que em baixas temperaturas (entre 7 – 9ºC) o gel se comportou de maneira mais estável. A quantidade de bolhas diminuiu consideravelmente, sua viscosidade aumentou comparada com a viscosidade inicial e seu pH quase não sofreu alteração.

Após 24 horas do término do teste com o frasco gel geladeira em temperatura ambiente, sua viscosidade voltou a parâmetros semelhantes ao início do teste, ou seja, sua característica físico-química não alterou porém houve diminuição considerável da quantidade de bolhas.

 

FRASCO ESTUFA

No frasco gel Estufa a ideia foi simular o produto sendo transportado em caminhão baú e sofrendo as intempéries durante o trajeto. Isto nos daria uma ideia de quanto o calor pode influenciar no produto.

Fica evidente que no período em que o frasco ficou na estufa (72 horas que seria um tempo médio para entrega) a sua viscosidade diminuiu e a quantidade de bolhas aumentou. Isto demostra a necessidade de o produto ficar em temperatura ambiente.

Após o período de estufa, o gel foi deixado em temperatura ambiente, porém as bolhas que se formaram no aquecimento não diminuíram e sua viscosidade ficou abaixo do valor inicial.

Este frasco foi colocado na geladeira pelo período de 48 horas e isto fez com que as bolhas diminuíssem e a viscosidade aumentasse. Ao final deste período e novamente em temperatura ambiente ficou evidente que as bolhas formadas com o calor diminuíram com o frio e a viscosidade ficou abaixo do valor inicial.

Para ler o teste completo, CLIQUE AQUI.

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade